fbpx

Este artigo reporta o caso do nascimento uma criança com malformação de extremidades e renal após injeção intra-citoplasmática de espermatozóide. Uma mulher de 29 anos e um homem de 39 anos com infertilidade primária se submeteram ao tratamento de fertilização in vitro (FIV). O casal obteve um filho com síndrome acro-renal.

Quando as técnicas de fertilização in vitro são utilizadas, especialmente a ICSI, o risco de anomalias genéticas deve ser discutido em detalhes com o casal e informações para o consentimento devem ser obtidas antes do início dos procedimentos de fertilização.