fbpx

Acupuntura

Imagem Acupuntura

De onde surgiu a Acupuntura

A Acupuntura é parte integrante da Medicina Chinesa, usada há mais de 4000 anos no Oriente. Hoje, é praticada em quase todos os países ocidentais, em clínicas modernas, e estudada segundo procedimentos científicos rigorosos. No Brasil está entre as 50 especialidades médicas reconhecidas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), Associação Médica Brasileira (AMB) e pelo Colégio Médico de Acupuntura (CMA).

O que é Acupuntura?

A Acupuntura estimula pontos no corpo. Para os orientais, estes locais formam linhas chamadas de meridianos e são áreas de concentração de energia. Sua estimulação reequilibraria as funções do organismo.

Doenças mais indicadas

De um modo geral é indicada para quase todas as pessoas. A OMS (Organização Mundial de Saúde) recomenda a Acupuntura para o tratamento de mais de 40 doenças, entre elas: infertilidade; obesidade; cefaleias; dores articulares; dores nas costas; problemas respiratórios como bronquite, rinite alérgica e sinusites; resfriados; amigdalites; problemas gastrointestinais como constipação, diarreia, náuseas e vômitos, dor abdominal, hiperacidez, indigestão; problemas emocionais como depressão, dependência de álcool e drogas, ansiedade, insônia e nervosismo; distúrbio da visão; zumbidos nos ouvidos; dor de dente; sintomas da menopausa; tensão pré-menstrual; controle da audição; controle da pressão arterial; fadiga crônica; tonificação do sistema imunológico; redução do stress; cãibras; dor e fragilidade muscular e auxilio no trabalho de parto.

Aplicações tradicionais

Dores musculares e articulares, na coluna, de cabeça, inclusive enxaqueca, stress e ansiedade.

Usos mais recentes

Tensão pré-menstrual, fibromialgia ( síndrome caracterizada por dores em todo corpo), boca seca, anestesia para raspagem da gengiva e extração de dentes, prisão de ventre, insônia, cólicas e ansiedade em bebês e crianças, rugas, estrias e gordura localizada, enjoos durante a gravidez, asma e bronquite, enfisema pulmonar, enurese infantil, gastrite e refluxo gastroesofágico, indução do trabalho de parto, depressão leve, redução dos efeitos colaterais da quimioterapia como náuseas e vômitos, aceleração do pós operatório de cirurgias plásticas, diminuindo hematomas e inchaços, acidente vascular cerebral, síndrome do intestino irritável.

Frequência do tratamento

Usualmente as sessões são realizadas 1x por semana; nos casos agudos podem ser feitas diariamente. A duração e a frequência do tratamento vão depender do diagnóstico e do tempo de evolução da doença. O efeito da acupuntura é acumulativo, ou seja, somam-se os efeitos das sessões anteriores. Após um certo equilíbrio pode-se realizar as sessões quinzenais ou mensais ou dar alta para o paciente.

Os resultados são imediatos?

Os resultados dependem de alguns fatores como as queixas do paciente, a duração das queixas e da reação do organismo a acupuntura. Algumas pessoas sentem certa melhora já na primeira sessão, mas a maioria começa a sentir o efeito ao redor da quinta sessão. A acupuntura funciona em cerca de 70 a 80% dos humanos e animais em que é utilizada.

Efeitos da acupuntura

  • A acupuntura gera impulsos elétricos levados pelos nervos até o sistema nervoso central
  • O corpo mantém equilibrada a serotonina, substância envolvida na dor, depressão e ansiedade
  • Há um aumento de liberação de substâncias analgésicas e antiinflamatórias

Formas de aplicação

  • Sistêmica: As agulhas são colocadas em pontos do corpo
  • Auriculoacupuntura: A estimulação é feita em pontos da orelha com sementes de mostarda ou agulhas
  • Moxabustão: A planta artemísia é aquecida e colocada próximo aos pontos ou agulhas
  • Escalpeana: As agulhas ficam no couro cabeludo e têm ação no sistema nervoso
  • Eletroacupuntura: As agulhas são acopladas a eletrodos. Eles passam uma corrente elétrica para o corpo, potencializando os efeitos
  • Laseracupuntura: Não há agulhas. Finos feixes de laser são aplicados nos pontos. Efeitos são mais leves

Dra. Cassiana Casagrande Kaled Salai
Médica Especialista em Acupuntura pela AMB e CMA