fbpx

Reversão tubária

Imagem Reversão tubária

Aproximadamente 1% das mulheres que fazem laqueadura tubária irão futuramente requerer sua reversão. A reanastomose tubária (reconecção das tubas uterinas) é um procedimento realizado através de uma mini-laparotomia por um cirurgião especialista em Medicina Reprodutiva. É removida a porção bloqueada e suturada novamente as duas extremidades, agora pérvias, das tubas uterinas.

Antes da reversão tubária uma avaliação da fertilidade é feita para assegurar que a ovulação ocorre regularmente e que não teria uma causa secundária de infertilidade.

A escolha entre a cirurgia e realização de FIV depende principalmente da idade da mulher e da característica dos espermatozóides. Após a reanastomose não há limite do número de gestações conseguidas através de relação sexual. Já o número de FIV geralmente é limitado principalmente pelo custo.