fbpx

Ter um filho é um grande sonho, porém, algumas situações podem atrapalhar a gravidez. Uma das situações que mais prejudicam quem está tentando engravidar é a falta de orientação adequada, ou pior: informações erradas. Veja abaixo os principais mitos e verdade em relação à fertilidade.

1) “Fumar prejudica a fertilidade”

VERDADE. Tanto para homens quanto para mulheres, o tabagismo afeta a saúde reprodutiva. No público masculino, o cigarro prejudica a produção dos espermatozoides, bem como a movimentação dos gametas. Já no público feminino, a qualidade dos óvulos é atingida.

2) “Mulheres que praticam muita atividade têm dificuldade para engravidar”

VERDADE. Alguns estudos indicam que a dificuldade é mais presente em mulheres que praticam exercícios em excesso, uma vez que possuem pouca quantidade de gordura no corpo, fator que provoca alterações na produção hormonal e, consequentemente, na ovulação.

3) “Chás naturais ajudam a engravidar”

MITO. Algumas ervas podem causar efeitos calmantes ou reduzir a ansiedade de quem está tentando engravidar, sendo esse o único “efeito” relacionado às tentativas de gravidez. Não existe nenhuma comprovação cientifica sólida de que determinadas ervas facilitam ou ajudem a engravidar.

4) “A mulher tem mais problemas de infertilidade que o homem”

MITO. A origem dos problemas de infertilidade é dividida igualmente entre ambos. Estima-se que as mulheres respondem por 30% das causas; enquanto os homens estão associados a outros 30%. Em outros casos, cerca de 20%, existem os quadros de infertilidade sem causa aparente. Em todas as situações, os tratamentos da reprodução assistida podem ser aplicados.

5) “O excesso de peso atrapalha a gravidez”

VERDADE. O excesso de peso e a obesidade deixam o organismo em estado crônico inflamatório, portanto, várias estruturas são prejudicadas, sendo o sistema reprodutor uma delas. Os gametas femininos (óvulos) e os masculinos (espermatozoides) também sofrem alterações em decorrência desse estado inflamatório. Outra informação é que, nos homens existe a probabilidade de não produzir espermatozoide; e nas mulheres a menstruação é irregular, por isso a gravidez pode ser dificultada.

6) “Lubrificantes vaginais podem ser tóxicos para o espermatozoide”

VERDADE. Existe um consenso entre a comunidade médica de que os lubrificantes podem ser tóxicos para os espermatozoides, por isso podem atrapalhar a gravidez. Estudos científicos realizados nos Estados Unidos, concluíram os lubrificantes a base de água inibiram de 60% a 100% a movimentação dos espermatozoides (teste feito em laboratório). Lubrificantes produzidos com outros materiais, como gel, óleos, apresentaram menos interferência, porém, para os casais que desejam engravidar ou que possuem problemas de fertilidade o uso não é recomendado.

7) “A alimentação não interfere na fertilidade”

MITO. Uma alimentação pouco saudável, ou seja, à base de alimentos ricos em gorduras, açúcares, sal, etc., provoca desequilíbrio nos níveis hormonais e pode sim afetar a fertilidade. Além disso, para quem está tentando engravidar, os alimentos com alto índice glicêmico devem ser evitados, pois dificultam o processo de fecundação. De modo geral, a recomendação é manter uma alimentação saudável e com variação de nutrientes.