fbpx

Dias atrás, a Sociedade Europeia de Reprodução Humana e Embriologia (ESHRE) divulgou um documento com recomendações sobre a vacinação em mulheres que estão tentando engravidar, ou seja, as tentantes. A análise da sociedade traz ainda cuidados da vacina de COVID-19 em gestantes.

Veja abaixo as orientações resumidas e traduzidas:

  • ESHRE recomenda que homens e mulheres tenham acesso a serviços de fertilidade, e que tal o acesso não deve depender da disponibilidade de vacinas COVID-19 ou da decisão de
    pacientes individuais sobre a vacinação.
  • Em homens e mulheres que recebem a vacina, a entidade recomenda ser prudente adiar a assistência assistida tratamentos de reprodução por pelo menos alguns dias após a conclusão da vacinação.
  • A decisão sobre o uso da vacina em mulheres grávidas deve ser tomada em conjunto com um profissional de saúde após ser considerado benefícios e riscos.
  • Atualmente não há informações sobre o papel da vacinação em pacientes e funcionários que tiveram COVID-19 e podem ter desenvolvido imunidade.
  • ESHRE recomenda monitorar os resultados dos tratamentos de reprodução assistida e fazer comparação entre pacientes vacinados e não vacinados.
  • ESHRE reforça que os fabricantes de vacinas COVID-19 devem compartilhar todas as informações e conselhos relevantes sobre vacinação em mulheres grávidas e casais que pretendem engravidar.
  • Nesta fase, não há informações sobre a segurança dos diferentes tipos de vacinas durante o tratamento de reprodução assistida ou gravidez, portanto, nenhuma recomendação pode ser feita sobre qual tipo de vacina é mais segura para homens e mulheres que desejam engravidar.