fbpx

Sonhos não têm limites. E quando o sonho é formar uma família, todas as pessoas podem e têm o direito de lutar por isso. Em relação aos processos que tornam esse sonho realidade, os médicos especialistas em reprodução assistida são os responsáveis por oferecer toda a ajuda, recursos e tratamentos. Afinal, não existem “formatos” corretos de família. O único fator que todas as famílias precisam ter é amor. O amor é o único e mais importante critério.

Sobre os métodos de tratamento da reprodução assistida, no caso de casais homoafetivos masculinos ou homem que deseja ser pai através de uma produção independente, é preciso usar óvulos de uma doadora na fertilização in vitro, assim como a barriga solidária, ou seja, a pessoa que vai gestar o bebê.

Ambas as práticas são liberadas no Brasil, porém, devemos seguir todos os critérios. Por exemplo, os óvulos doados não podem ser da mesma mulher que vai ceder temporariamente seu útero para a gestação.

Embora o tratamento seja composto por vários detalhes, mais uma vez é importante lembrar que ele é totalmente possível. Então, casais que sonham ou já planejam formar uma família devem buscar consultas com especialistas. É importante conversar e entender os processos.

Todas as informações necessárias são passadas pelo médico especialista juntamente com a equipe de profissionais da área. Além disso, todas as etapas são conduzidas pela equipe, portanto, o paciente (ou os pacientes) não se sente sozinho em momento algum.

Na Clínica Conceber todas as pessoas e seus sonhos são bem-vindos!  O atendimento é realizado com amplo conhecimento ético, porém, com empatia e respeito. Quando o assunto é sonho, e neste caso, sonho da paternidade ou formação de uma família, não deve existir nenhum tipo de julgamento.

O papel da medicina de reprodução assistida é oferecer a possibilidade de tornar esse sonho realidade, sempre com ética e tratamentos com comprovações científicas sólidas. Mas além do respaldo técnico, a equipe também deve oferecer acolhimento, principalmente psicológico, pois a jornada pode ser desgastante, fora as pressões externas.

Por fim, sonhos são sonhos – e não ninguém pode invalidar isso. Procure por profissionais experientes, mas que olhem para o seu sonho com carinho e respeito!