fbpx

É perfeitamente compreensível a angústia de tentar e não conseguir engravidar. Em anos de atuação, a equipe de médicos e profissionais especialistas acompanham muitos casais que sonham em ter filhos, mas apresentam essa dificuldade. Além disso, a Conceber está há anos vivendo o sonho junto com todos os pacientes, porém, o caminho também é composto por dor, medo e sentimentos desgastantes.

Embora a equipe esteja preparada para acolher a todos com carinho e empatia, é extremamente importante alertar sobre o risco de buscar tratamento sem comprovação científica. Quando não há certificações sólidas, que são estudos científicos bem embasados e condutas liberadas pelas instituições médicas, esses “tratamentos” podem trazer ainda mais frustração, pois não funcionam; e pior: colocam a saúde em risco.

Infelizmente, em uma busca rápida na internet não é difícil encontrar “dicas”, “resenhas” e “tratamentos caseiros” para engravidar. E boa parte sem pelo menos uma confirmação científica ou com as devidas liberações para serem realizadas. Sem falar da “inseminação artificial caseira”, algo que é extremamente arriscado, além de ser uma prática que está fora da competência da Anvisa, da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida, entre outras.

A inseminação intrauterina, que é mais conhecida como inseminação artificial, é um procedimento médico de refino e complexidade, portanto, precisa ser realizado em condições sanitárias adequadas. Sem esquecer, é claro, que se trata de um método invasivo, ou seja, apenas médicos que realmente são especialistas podem indicá-lo e realizá-lo.

Não confie sonhos em pessoas que não são da área ou que não possuem as devidas certificações para atuar. Coloque seu sonho e sua saúde nas mãos de profissionais capacitados, que são os médicos ginecológicas especializados em reprodução assistida, bem como a equipe de profissionais que os acompanham.