“Duplo Gatilho” (Duo Trigger) é um protocolo indicado para pacientes com histórico de óvulos imaturos em ciclos anteriores.

É baseado na utilização de dois medicamentos diferentes que estimulam a ovulação: o agonista de GnRH e a gonadotrofina coriônica humana (hCG). O uso desses medicamentos tem o objetivo de garantir um maior número de óvulos maduros para a realização da FIV.

Especialistas em reprodução humana administram ambos os medicamentos com a intenção de realizar a maturação dos óvulos, aumentando as chances de gravidez.

Como funciona o protocolo de Duplo Gatilho?

A função do protocolo Duplo Gatilho é que a estimulação ovariana consiga imitar o ciclo natural realizado pelo organismo. Contudo, para isso, é preciso potencializar a quantidade e qualidade de gametas.

Para que essa estimulação comece, é necessário injetar duas substâncias: a gonadotrofina coriônica humana (hCG) e o agonista do Hormônio Liberador de Gonadotrofinas (GnRH). Elas têm a função de induzir o crescimento dos folículos (bolsas que armazenam os óvulos), além da produção de estradiol por essas estruturas.

O uso desses medicamentos tem o objetivo de garantir um maior número de óvulos maduros após a coleta. A partir daí, os especialistas em reprodução humana passaram a administrar ambos os medicamentos para que sejam feitos da forma mais eficaz.

Quando o tratamento de FIV com Duplo Gatinho é indicado?

O protocolo do Duplo Gatilho é indicado especialmente para melhorar as taxas de sucesso da fertilização in vitro (FIV) e pode ser replicado em:

  • Pacientes com boa taxa de óvulos maduros;
  • Pessoas que possuem histórico de alta quantidade de óvulos imaturos;
  • Pacientes que estão em tratamento da síndrome do folículo vazio
Open chat