fbpx

Em algum momento, a mulher pode chegar neste ponto da “estrada”, portanto, ela tem dois caminhos: ser mãe antes dos 35 anos ou focar na carreira, nos estudos etc. Qual é a sua experiência ou opinião sobre isso?

É muito importante lembrar que, cada mulher tem todo o direito de escolher aquilo que deseja, portanto, não existe uma “escolha correta”. Além disso, cada mulher tem a sua história. Então, o que cabe às demais pessoas é respeitar e não julgar.

No entanto, para algumas, a dúvida fica na cabeça. Ainda mais quando a idade vem chegando. Do ponto de vista médico, infelizmente, ainda não existem métodos capazes de preservar a fertilidade da mulher de modo que ela possa engravidar naturalmente em qualquer fase da vida.

A queda na produção de óvulos é considerável após os 35 anos, o que pode dificultar as chances de gravidez. Vale lembrar que a mulher já nasce com a reserva ovariana pré-estabelecida e essa queda no número de óvulos é comum e esperada.

Mesmo que não seja possível frear os fenômenos naturais do organismo, a ciência médica pode auxiliar quem encontra problemas para engravidar, sendo a idade um deles. É o caso da fertilização in vitro em mulheres com 37, 38 anos e outras faixas etárias.

No caso de mulheres com menos de 35 anos e que não pensam na maternidade (pelo menos não agora), uma alternativa é o congelamento de óvulos. Por fim, seja qual for sua decisão, ela deve ser respeitada e pode contar com o auxílio das técnicas de reprodução assistida, bem como com o amparo dos médicos e profissionais da área.