fbpx

Por muito tempo a relação entre envelhecimento e a incapacidade de ter filhos era ligada a mulher, mas atualmente esse cenário passou a sofrer alterações, vem aumentando relatos que comparam a fertilidade masculina no decorrer dos anos da vida.

Segundo o urologista da Criogênesis, Silvio Pires, diversos estudos indicam que conforme o homem vai envelhecendo, a testosterona vai diminuindo. Na maioria dos casos, essa queda não altera a fertilidade, mas sim a frequência de espermatozoide produzido e quantidade de líquido ejaculado.

O uso de drogas e álcool são indutores da infertilidade masculina, apesar de muitas vezes esse fato ser desconhecido.  Medicamentos usados em quimioterapia e a radiação ionizante também podem desencadear o problema.

Uma alternativa para os homens que preferem esperar um pouco para se tornarem pais é o congelamento de espermatozoides. De acordo com o Dr. Silvio, as amostras são congeladas e mantidas em nitrogênio líquido à temperatura de 196ºC, podendo permanecer congeladas por tempo indeterminado.