fbpx

Calcula-se que cerca de 1 a cada 5 casais tenha dificuldades para engravidar – as causas podem ser as mais variadas. O casal considerado infértil é aquele que, com mais de um ano de relações sexuais desprotegidas (sem uso de método anticoncepcional) e freqüentes, não conseguiu engravidar.

As mulheres podem ter essas dificuldade por causa de alterações na ovulação (tanto existem mulheres que não ovulam como as que têm ovulação irregular), por causa de lesões nas tubas de Falópio, que podem dificultar ou impedir o acesso dos espermatozóides ao óvulo. Também é comum mulheres com endometriose e fatores cervicais ou uterinos adversos à locomoção e sobrevivência dos espermatozóides (diferentes características física e químicas do muco vaginal/uterino, diferentes formas do útero). A concepção também pode ser dificultada por fatores como idade avançada ou imunológicos.

Já em relação aos homens, a principal causa de infertilidade são as alterações na produção de espermatozóides: problemas tanto na produção (baixa quantidade, por exemplo) e na maturação (morfologia anormal). Além disso, a dificuldade também pode ocorrer por causa de obstruções anatômicas que podem bloquear o fluxo do líquido seminal ou por outros fatores – disfunção sexual (impotência), diabetes, problemas no sistema nervoso central ou tumores na hipófise, por exemplo.

É importante ressaltar que a maioria dos casos de infertilidade podem ser solucionados por especialistas.