fbpx

Pesquisadores dos Estados Unidos, Finlândia e Austrália descobriram que usar embriões congelados no tratamento de fertilização in vitro reduz os riscos de morte e de nascimento prematuro. A técnica mais utilizada atualmente é a fertilização direta em óvulos recém colhidos. No Reino Unido, em 2006, 29.304 mulheres abaixo de 35 anos foram submetidas ao tratamento com óvulos frescos, enquanto apenas 6.894 foram tratadas com congelados.

A técnica de óvulos frescos, no entanto, tem mais chances de resultar em gravidez. Entre as mulheres tratadas pelo método, 31% conseguiram ser mães. Em contrapartida, apenas 20,1% das voluntárias que passaram pela técnica de óvulos congelados atingiram a maternidade.

Fonte: Veja – 12 de novembro de 2008.