fbpx

Cólica menstrual, dor e sangramento ao urinar, prisão de ventre ou diarreia durante o período menstrual, dor excessiva e contínua na pelve, dor durante relações sexuais. Esses são apenas alguns dos sintomas da endometriose, doença que acomete aproximadamente 6 milhões de mulheres brasileiras, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Esta é uma doença inflamatória que atinge o tecido endometrial, podendo afetar regiões como os ovários, útero e bexiga. Segundo a Associação Brasileira de Endometriose e Ginecologia Minimamente Invasiva (SBE), “a endometriose é uma importante doença ginecológica caracterizada pela presença de tecido semelhante ao endométrio fora do útero, ou seja, em qualquer outro lugar do corpo”.

Se não diagnosticada precocemente, pode causar problemas como o comprometimento dos intestinos e infertilidade. Conforme a SBE, 30% das mulheres com endometriose podem ficar estéreis. Ainda segundo os dados da SBE, as chances de ter endometriose são maiores quando há histórico familiar.

Diagnóstico

O diagnóstico não é tão simples de ser obtido, por isso é preciso estar sempre atenta aos sintomas. Afinal, sentir dor em relações sexuais, dor pélvica contínua e sangrar ao urinar não são coisas normais do corpo humano e é algo que precisa ser investigado. É imprescindível consultar um ginecologista, pois lá o profissional poderá fazer um histórico clínico para saber dos seus sintomas e poderá encaminha-la para os exames, que pode ser ultrassonografia transvaginal ou ressonância magnética.

Sintomas

Segundo a SBE, os sintomas da endometriose são:

  • Cólica menstrual (presente em 90-95% dos casos)
  • Dor profunda na vagina ou na pelve durante relação sexual
  • Dor pélvica contínua não relacionada a menstruação
  • Obstipação intestinal ou diarreia no período menstrual
  • Dor para evacuar
  • Sangramento nas fezes
  • Dor para urinar
  • Sangramento na urina
  • Infertilidade

 

Tratamento

Atualmente existem dois tipos de tratamento para a endometriose. Um deles é o cirúrgico, que consiste em remover a endometriose por meio da laparoscopia. O outro tratamento é feito através de medicamentos como analgésicos e anticoncepcionais.

Discussão no Senado Federal

O Senado Federal está discutindo a possibilidade de a endometriose ser reconhecida pelo INSS como doença incapacitante para o caso de mulheres que têm dores extremas. A ideia teve o apoio de mais de 20 mil brasileiros e foi encaminhada para a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado Federal.