fbpx

(Spermatozoa and embryo pre implantation development)

  1. Plácido, C. V. Locambo, Alessandro Schuffner Jornal Brasileiro de Reprodução Assistida, 2008, 12 (3) :26-32.

Resumo
Muito se fala da importância do espermatozóide no desenvolvimento embrionário. Esta revisão demonstra essa importância, ressaltando algumas causas e efeitos paternos no desenvolvimento embrionário. As deficiências da molécula de DNA do espermatozóide não necessariamente evitam a fertilização, sendo ele ainda capaz de formar um prónucleo normal após a injeção intracitoplasmática (ICSI). Porém, algumas consequências podem ocorrer devido ao imprinting genômico e a fragmentação de DNA.  Palavras-chave: DNA; espermatozóide; implantação

Introdução

Atualmente, cerca de15 a 20% dos casais em idade reprodutiva são acometidos por problemas de fertilidade, e em cerca de 30% dos casos a infertilidade é atribuída a causas masculinas (WHO, 1999). Várias etiologias foram identificadas como causas da infertilidade masculina, as quais incluem mutações genéticas, aneuploidias, doenças infecciosas, oclusão do ducto ejaculatório, varicocele, exposição à radiação, quimioterápicos e disfunções erétil e ejaculatória (Ollero et al, 2001). No entanto, aproximadamente 40% dos homens inférteis apresentam infertilidade sem causa conhecida, o que representa um sério problema já que nestes casos a terapêutica empírica não tem sucesso (Skakkebaeck et al, 1994; Henkel et al, 2003).

Após a introdução da técnica de injeção intra-citoplasmática de espermatozóide (ICSI) houve uma revolução no tratamento da infertilidade masculina, proporcionando a pacientes antes incapazes de poder reproduzir, a oportunidade de se tornarem pais genéticos. Entretanto, na técnica da ICSI o espermatozóide é injetado diretamente dentro do oócito, sendo eliminadas muitas barreiras naturais que excluiriam um espermatozóide anormal ou com defeitos genéticos de entrar no oócito. Para evitar a ocorrência deste fato, houve a necessidade do desenvolvimento de novas técnicas de acesso a características de amostragem de sêmen . O interesse com a integridade do genoma dos gametas masculinos intensificou-se pela crescente preocupação com a transmissão de doenças genéticas especialmente através da ICSI (Sakkas et al, 1999; Agarwal & Said, 2003; Henkel et al, 2003; Lewis & Aitken, 2005).

Conclusões

O espermatozóide pode causar anormalidades no desenvolvimento embrionário no estágio anterior ao primeiro ciclo celular após fertilização. Essa deficiência no espermatozóide não pode ser observada pelos parâmetros normais de avaliação da qualidade do sêmem, e também não afeta as taxas de fertilização após a técnica de ICSI. Mais trabalhos devem ser realizados para determinar o mecanismo dessa deficiência no desenvolvimento embrionário e as estratégias de diagnóstico e cura. Um dos mecanismos prioritários a serem estudados deve ser o imprinting genômico.