fbpx

O objetivo desse estudo foi avaliar a relação entre a reação acrossômica espontânea e induzida dos espermatozóides humanos considerando o tempo e as condições, translocação da fosfatidilserina (FS) e a foforilação da tirosina. Amostras processadas de sêmen com alta motilidade foram incubadas com human tubal fluid (HTF) suplementado com variações de doses de human serum albumine (HSA) e examinas com 0, 3, 6, 12 e 24 horas. A reação acrossômica em espermatozóides vivos foi detectada porfluorescein isothiocyanate-labelled Pisum Sativum Agglutinin/Hoechst;anexina V foi usada para monitorst a translocação da FS; a fosforilação da tirosina foi examinada por immunoblotting.

A porcentagem de vivos e a reação acrossômica dos espermatozóides representam o aumento da translocação da FS com maior rapidez, nas duas condições, espontânea e induzida. Em condições espontâneas houve uma positiva relação entre a porcentagem de vivos, a reação acrossômica e a porcentagem de vivos com translocação da PS. O aumento da fosforilação da tirosina com altas doses de HSA, foi associado com o aumento da liberação da FS. Associados, esses resultados sugerem que a reação acrossômica espontânea de espermatozóides humanos incubados em condições que propiciem a capacitação dependente do tempo, é ligada positivamente na distribuição de lipídios na membrana plasmática resultando na liberação da FS, acompanhado pela fosforilação da tirosina.

A resposta para o efeito agonista do ionóforo de cálcio aparece nos resultados em diferentes dinâmicas da membrana.