fbpx

(IMSI comes to atay?)
Schuffner Alessandro, et Al. Revista Médica do Paraná, 2008, 66(2): 48-51.

Resumo
Este estudo consiste em avaliar a real eficácia da técnica de IMSI comparada a ICSI convencional. O estudo teve caráter bibliográfico, baseado na análise de bases de dados LILACS – Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, MEDLINE – Literatura Internacional em Ciências da Saúde, SCIELO – Scientific Electronic Library Online e COCHRANE – Revisões Sistemáticas da Colaboração Cochrane. A IMSI é uma técnica que utiliza novo sistema óptico chamado “contraste de fase interferencial” que apresenta objetiva de maior poder de ampliação eletrônica das imagens, podendo observar os espermatozóides em detalhes, detectar seus defeitos e selecionar os melhores, já que são aumentados em até 12.500 vezes, enquanto que a ICSI convencional possui um aumento de no máximo 400 vezes. Portanto, com esta nova técnica, espera-se que a taxa de gravidez aumente, alcançando valores próximos a 50%. Porém, como ainda é uma técnica nova, será necessária a realização de mais estudos para verificar sua real eficácia.