fbpx

(Reação acrossômica induzida na zona pelúcida em espermatozóides humanos: dependência na ativação da proteína Gi sensitiva a toxina da coqueluche e cálcio extracelular, e efeito da progesterona e líquido folicular).
Schuffner Alessandro, et al. Molecular Human Reproduction, 2002, 8(8): 722-727.

Nesses estudos nós buscamos caracterizar os efeitos agonistas fisiológico, homólogos da reação acrossômica, i.e., zona pelúcida e progesterona/líquido folicular, em espermatozóides humanos. Os objetivos específicos foram: (i) examinar a dependência da reação acrossômica induzida por ZP solubilizada na ativação da proteína Gi e presença de cálcio extracelular; e (ii) determinar o tempo que a progesterona/líquido folicular exerce um efeito primário ou sinérgico na reação acrossômica induzida por ZP solubilizada. Espermatozóides altamente móveis de doadores férteis foram expostos aos agonistas em microensaios e a condição acrossomal dos espermatozóides vivos foi determinada por imunofluorescência indireta usando PSA-FITC/Hoetchet de dupla marcação. Pré tratamento com a toxina da coqueluche (100ng/mL) e EGTA (2.mmol/L) inibiram significativamente a reação acrossômica induzida pela ZPsem afetar a taxa de exocitose expontânea. Progesterona (1.25 ug/mL) e fluido folicular humano (10%) exerceram efeito promotor, tempo dependente na reação. Estes estudos demonstraram que: (i) exocitose acrossomal do espermatozóide humano capacitado ativada pela ZP homóloga é dependente da ativação da proteína Gi e da presença do cálcio extracelular; e (ii) que a progesterona e fluido folicular exercem efeito promotor na reação acrossômica induzida pela ZP.